This Is It – por msoma

6 11 2009

Em “visões da vida aos 40” , o descontraído blog onde Mario Soma (msoma) escreve sobre percepções em suas raras horas de lazer, li o post sobre sua experiência em assistir o “show”. De tão legal, pedi permissão para replicar… aí vai:

a minha melhor poltrona para um show

Faz alguns anos que eu desisti de ir a shows. Filas, trânsito, atrasos, tumulto e tudo aquilo que, coincidentemente, foi incorporado no meu cotidiano, me afastaram da noite e me levaram a buscar o tão escasso sossego. Mas nem tudo está perdido. O saudoso sentimento voltou com o filme “This Is It“, de  Michael Jackson.Michael This Is It
Não foram as campanhas publicitárias e nem o sucesso estrondoso de bilheteria na primeira semana do filme que me fizeram sentar na melhor poltrona do show (minha opinião). Já tinha assistido Bastardos Inglórios, o Desinformante e Amantes, entre outros atraentes filmes em cartaz nos cinemas de São Paulo. E aí me restou ver o astro pop, por exclusão.

“This Is It” mostra um Michael Jackson como eu nunca tinha visto. Líder, detalhista, carismático, religioso e extremamente profissional. Aquele perfil de pop star conhecido alternadamente por sucesso e escândalos, polêmicas cirurgias plásticas, além de comportamentos estranhos e estravagantes, praticamente passa desabercebido no filme.
Me lembro bem, ainda na juventude, como a música Don’t Stop ‘Til You Get Enough, tocava repetidas vezes num programa semanal de videoclips na TV Cultura, na década de 80. Época em que os canais de televisão se resumiam a meia dúzia. Além disso, todas as minhas fitas cassetes tinham gravadas, obrigatoriamente, o hit Billie Jean, do álbum Triller. Isso a gente nunca esquece, certo? Mas assim também ocorre com as más recordações que ganharam as manchetes nos anos subsequentes.

Pelo fato de “This Is It” misturar ensaios, entrevistas e músicas com novas versões e arranjos, o filme me trouxe algumas boas recordações e surpresas. No final da sessão, por entender que o show foi produzido com altíssima qualidade, inerente ao (novo) Michael, mas não apresentado em turnê ao vivo, fiquei feliz com os registros que farão parte do perfil imortalizado do cantor e equipe para as próximas gerações.


Ações

Information

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: