nada a ver, mas compensa…

20 03 2010

Pessoal, este post não tem nada a ver com tema proposto pelo blog, mas assim como o “blog action day” é por um motivo legal, mas este, mais pessoal. Portanto se estiverem “só de passagem”, fiquem a vontade para pararem por aqui.

Trabalho em uma empresa (Grupo RMA) cheia de craques da blogosfera, nomes como Mario Soma, Rodrigo Peixe, Tuca Hernanes, Thiago Cordeiro, Claudia Midori, Edney Souza e outros dão o ar da graça por lá. Durante o ano de 2009 o grupo implantou uma campanha interna com o desenvolvimento de um blog para que os colaboradores fizessem posts relacionados ao tema (atitude 2.0). Pode-se deduzir que “meros mortais”, ou seja, aventureiros com dificuldades para contextualizar pensamentos, teriam poucas chances de se destacarem em um universo com aproximadamente 30 blogueiros de ponta. Mas como tudo tem um porém… focando no tema e deixando que sentimentos comandassem os dedos, eu, um desses aventureiros, consegui o terceiro lugar ao final da campanha com o post que colei a seguir.

Os números fazem a minha profissão, portanto fiz questão de divulgar por considerá-lo, dentre outras coisas, uma evolução profissional. Espero que gostem…

Um Iceberg sem gelo!
Acredito que muitos já viram em algum congresso, palestra, seminário ou qualquer evento de recursos humanos, a teoria corporativa do Iceberg… Aquela que compara você e suas ações a uma massa de gelo flutuante e diz que 90% do que você é ou faz fica submerso, ou seja, invisível para ou outros. Os míseros 10% que ficam acima da superfície, visível, é claro, tem a “super missão” de representar suas habilidades, comportamento, relacionamento e resultados.

Matematicamente discrepante, não é?
Mas resolvi relacionar esta teoria ao post porque durante muitos anos trabalhei intensamente dentro dos meus 90% submersos sem saber como transformar todas as idéias, processos, estudos, crenças e blá,blá,blá… em oxigênio suficiente para um impulso em direção a superfície e força para escalar até o topo da pedra branca (aparecer).
Descobri que para “vir para cima” (10%) e “sair de baixo” (90%) é necessário transformar tudo em impulso… estudar com objetivo, planejar para economizar, “não” presente para “sim” futuro, namorar para casar, treinar para correr, etc…  Ainda linkado ao Iceberg, mas deixando de lado todas as minhas saudosas aulas de Física, penso que não adianta engolir os “inputs”, dizer sim pra tudo e “fazer mais” porque assim você aumenta a massa de gelo submersa que provavelmente vai afundar um pouco mais, devido a sua carga. Assim você diminui a massa visível, o que significa que você, suas habilidades e resultados ficam menos visíveis aos olhos da organização, sociedade ou qualquer parte interessada.
Fazer melhor pode deixar a imensa pedra de gelo mais leve e assim aumentar as chances do seu trabalho trazer mais resultados e a sua vida mais descomplicada… automaticamente, ou fisicamente, aumenta a área visível a terceiros…. Os físicos que me perdoem por tal comparação!
Bom! Com alguns empurrões comecei a blogar, twittar, explorar redes sociais  e hoje é assim que estou procurando me socializar para aprender e fazer o meu trabalho, buscando forças nas atitudes, acreditando em ideais, planejando mais e executando com mais precisão, em fim, buscando melhoria continua. Mas como diria erradamente o meu sogro… “ Vo te conta uma coisa procê”… é difícil … em qualquer organização o ritmo é forte, as cobranças são constantes, há muita tecnologia para pouca inteligência e o gelo “ferve”… trocando em miúdos, há uma forte tendência de descongelamento da parte visível do seu Iceberg.
Sempre admirei heróis ocultos, aqueles que passam a vida toda, ou parte dela, fazendo melhor dentro dos 90%, sem se preocupar com as aparências. Nicholas Winton é um dos meus favoritos… O que ele fez? Veja o vídeo, vale à pena!

Mas pensando bem, se não fosse atitude de terceiros em busca da visibilidade, não saberíamos da existência destes gênios humanitários.

“A positive attitude may not solve all your problems, but it will annoy enough people to make it worth the effort”  – Herm Albright


Ações

Information

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: